miércoles, 5 de diciembre de 2012

Ferid Murad: Industria farmacéutica no se preocupa del tercer mundo.../ G-Finder lo ratifica.


Em todo o mundo, 1,5 milhão de crianças morrem anualmente por causa da diarreia, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em países em desenvolvimento, a OMS estima que cada criança tenha três episódios de diarreia por ano.
Esse problema faz parte das doenças comuns em países pobres, como a malária, a tuberculose, a doença de Chagas, entre outras. São patologias que recebem pouquíssima atenção das grandes empresas farmacêuticas – quando há pesquisadores que se interessam em estudá-las e descobrir novos tratamentos, é quase impossível obter financiamento, porque certamente não trarão grandes retornos financeiros. Por isso, são chamadas pela OMS de doenças negligenciadas.

Um desses pesquisadores é o farmacologista Ferid Murad que, além de uma cadeira na Universidade do Texas (EUA), tem no currículo o Prêmio Nobel de Medicina de 1998, recebido com dois outros colegas pela descoberta dos mecanismos que possibilitaram o desenvolvimento do Viagra. (Más)

Ver también:

Ferid Murad*: Ahora Viagra en diarreas...
VIAGRA: Muere uno de los precursores...

J&J libera patente de remédio contra Aids em países pobres



Despite increased investment of nearly $443.7 million in neglected disease R&D between 2007 and 2011, too much of the cash is going on basic research rather than developing desperately-needed drugs, vaccines and diagnostics for the world’s poor.

Click sobre imagen para ampliar.

That is the key concern to come out of the latest G-Finder survey funded by the Bill & Melinda Gates Foundation and conducted by research group Policy Cures. It notes that governments are still by far the largest source of funding (nearly $2.00 billion a year or about two-thirds of the total) for neglected disease R&D, but while cash for basic research increased 28% over the five years, public product development investment actually slipped 1%; the former now accounts for nearly one-third of public funding, up from 26% in 2007. (s)

Descargar Informe G-Finder
Publicar un comentario