martes, 27 de noviembre de 2012

"Cumbre de negocios": Portugal exportará medicamentos a Perú

Parece que en la Cumbre Iberoamericana (Cadiz 16-17 noviembre) no solo se habló de política.
Algunos vinieron con intenciones mucho más "pragmáticas"...

As empresas farmacêuticas portuguesas podem começar a exportar para o Peru, na sequência de uma decisão do governo de Lima, revela o ministério português dos Negócios Estrangeiros. O presidente do Peru, Ollanta Humala, chega a Portugal na segunda-feira para uma visita de dois dias a convite do Presidente português, avança o Jornal de Negócios.

Portugal entrou na lista de países que o Peru considera que praticam “alta vigilância sanitária” no fabrico de produtos farmacêuticos com a publicação de uma resolução do Ministério da Saúde peruano, revela um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros português. De acordo com o comunicado do gabinete de Paulo Portas, esta decisão “vai permitir que um conjunto de empresas nacionais possa exportar, sem entraves, produtos farmacêuticos para aquele país, abrindo assim novas oportunidades de crescimento e de emprego num sector essencial da economia portuguesa”, cita o Jornal de Negócios.
Ao contrário do que acontecia com outros países da União Europeia como Alemanha, França, Dinamarca ou Bélgica, Portugal não constava da lista do Peru e era obrigado a “um processo moroso e complexo, envolvendo um conjunto de registos prévios à comercialização dos seus medicamentos no mercado.”
De acordo com o comunicado, “a inclusão de Portugal foi conseguida após longos meses de esforços diplomáticos e políticos, cujo resultado é revelador do bom relacionamento bilateral entre os dois países, e precedeu a visita oficial a Portugal do Presidente peruano, que começa amanhã. (Más)


Esperemos que  con los empresarios portugueses no se repitan las amargas experiencias venezolanas...

Ver:
VENEZUELA cumple (al fin) ...con Portugal.
Publicar un comentario